Brasil e Dinamarca lançam projeto de cooperação em inovação

Brasil e Dinamarca lançam projeto de cooperação em inovação

 Publicado em 15/09/2020 17h27 Atualizado em 15/09/2020 18h04

Lançamento de parceria com a Dinamarca

Impulsionar a geração de novos ativos de Propriedade Industrial e convertê-los em ativos econômicos, para serem usados e comercializados. Este é o objetivo do projeto de cooperação entre Brasil e Dinamarca na área de inovação, cujo início da implementação foi marcado por um evento on-line, no dia 15 de setembro.

No âmbito desta cooperação, a próxima atividade será uma série de webinários sobre tecnologias no agronegócio, a ser realizada entre os dias 17 e 23 de setembro. 

Durante o evento, o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, ressaltou a importância da parceria entre os dois países, além de acrescentar que a criação de espaços para cooperação e troca de ideias é fundamental para gerar um ambiente favorável à inovação. Carlos Da Costa também destacou os avanços recentes do INPI, como a queda do backlog de patentes, bem como a modernização de processos e de legislação.

Por sua vez, o presidente do INPI, Cláudio Vilar Furtado, lembrou que a discussão entre brasileiros e dinamarqueses começou com um projeto de Patent Prosecution Highway (PPH) e evoluiu para uma colaboração mais profunda, voltada para gerar novos ativos que atendam às demandas dos dois países, e que poderá servir de modelo para o mundo. Furtado também ressaltou a importância do agronegócio – setor no qual as atividades de cooperação se iniciam esta semana, com os webinários.

Vitrine de PI

O presidente do INPI também anunciou o lançamento de um sistema de apresentação de ativos de PI disponíveis para comercialização, seguindo o modelo de marketplaceA Vitrine de PI estará disponível no dia 1° de outubro

Ainda sobre a parceria com a Dinamarca, o diretor executivo da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Carlos Américo Pacheco, apresentou a experiência da entidade com o país europeu, que vem ocorrendo desde 2011 no financiamento de projetos de pesquisa, especialmente em áreas como agricultura e saúde. Para ele, esta nova cooperação poderá ampliar ainda mais a parceria entre os dois países.

A iniciativa também foi ressaltada pelo diretor regional da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) no Brasil, José Graça Aranha, segundo o qual os dois países só têm a ganhar. Graça Aranha também destacou o apoio da OMPI à parceria.

Oportunidades

Entre os representantes dinamarqueses, o embaixador do país europeu no Brasil, Nicolai Prytz, agradeceu pela cooperação e destacou a importância da inovação para superar os desafios do mundo atual e criar tecnologias em benefício da sociedade.

Por sua vez, o diretor geral do Instituto Dinamarquês de Patentes e Marcas, Sune Stampe Sorensen, afirmou que o Brasil é um país de oportunidades e foco de interesse das empresas dinamarquesas. Nesse contexto, citando dados da União Europeia sobre o papel da PI na economia, ele destacou a missão de contribuir para o suporte aos negócios, a criação de empregos e o uso da PI no mercado.Tags: cooperaçãoDinamarca
https://www.gov.br/inpi/pt-br/central-de-conteudo/ultimas-noticias/brasil-e-dinamarca-lancam-projeto-de-cooperacao-em-inovacao

https://www.gov.br/inpi/pt-br/central-de-conteudo/ultimas-noticias/brasil-e-dinamarca-lancam-projeto-de-cooperacao-em-inovacao

No Comments

Post A Comment