TJ-SE reforma sentença e garante danos morais a cliente negativada indevidamente

TJ-SE reforma sentença e garante danos morais a cliente negativada indevidamente

 7 de setembro de 2020, 18h01ImprimirEnviar

Por Tábata Viapiana

O dano moral oriundo de inscrição ou manutenção indevida em cadastro de inadimplentes prescinde de prova, configurando-se in re ipsa, visto que é presumido e decorre da própria ilicitude do fato.

TJ-SE condenou banco a pagar indenização de R$ 10 mil a uma mulher
Reprodução 

Com esse entendimento, a Turma Recursal do Tribunal de Justiça de Sergipe reformou sentença de primeiro grau e concedeu indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil, a uma mulher que teve o nome negativado indevidamente durante 31 dias.

Na ação contra o Banco Volkswagen, a autora pediu R$ 12 mil por danos morais porque teve o cartão de crédito bloqueado após ser incluída em cadastro de inadimplentes. O banco argumentou que a negativação aconteceu por culpa exclusiva da vítima, que teria descumprido a condição fixada em sentença de fazer depósitos das parcelas devidas.

Fonte e matéria completa: https://www.conjur.com.br/2020-set-07/tj-reforma-sentenca-garante-danos-morais-cliente-negativada

No Comments

Post A Comment